Publicado em 08/03/2018

Imagine um shopping center, cheio de lojas de diversos segmentos e você pode visitar todos com facilidade. Esse é o conceito básico para o Marketplace, que nada mais é do que uma plataforma, em que vários lojistas podem se cadastrar e vender.

Existe uma confusão comum entre marketplace e e-commerce, mas há uma diferença bem clara entre os dois. Enquanto o marketplace é uma plataforma com vários lojistas, o  e-commerce é uma loja virtual em que a empresa vende seus próprios produtos.

Vamos deixar mais prático?

Se você tem um negócio, com uma loja física e uma loja virtual, e quer ampliar seus pontos de venda, você pode utilizar o marketplace. Dessa forma você terá diversos pontos de contato com o usuário e ter maior chance de expandir o seu negócio com novos clientes ou atingir um cliente mais de uma vez, incentivando a compra.

Mas por que utilizar o Marketplace?

O marketplace funciona como uma vitrine. Além dele oferecer um outro ponto de venda para o seu negócio, você consegue visibilidade e trazer mais confiança para o consumidor. Ambos lojista e usuário conseguem bons resultados.

Para o consumidor é uma ótima plataforma, pois ele pode comparar as ofertas de vários vendedores e analisar o que melhor o agrada. Além de ter a garantia que não será enganado ou prejudicado, devida as políticas da plataforma.

Para o lojista é um ótimo meio para fidelização de clientes, pois a empresa que gerencia o marketplace cuida de toda a tecnologia de informação e investimentos de marketing. O produto aparece nas pesquisas e são sugeridos para os usuários de acordo com o histórico de busca e compra.

Como funciona o Marketplace?

Cada marketplace possui regras sobre relação com o cliente, modo de pagamento, tempo de envio do produto, tempo de resposta, entre outros. Deve-se prestar atenção nessas regras e políticas antes de decidir qual marketplace utilizar, para evitar problemas futuros por não cumprimento das mesmas.

Esse sistema rigoroso com cumprimento de norma padroniza o comportamento da concorrência, criando um mercado justo e preciso. Deste modo, os fatores de decisão de compra dependerá exclusivamente do seu negócio.

Por exemplo, cada marketplace tem sua metodologia, mas de modo geral todos trabalham com a política de que: se você faz tudo certinho, você estará nas pesquisas e estará bem posicionado. Alguns utilizam estratégias de escalabilidade, você ganha pontos de acordo com sua performance no site: envio do produto na data correta, responder rapidamente os usuários, ter um produto de qualidade (para evitar reclamações futuras), embalar o produto corretamente e conseguir mais feedbacks positivos. Além da quantidade de produtos que você cadastra e vende na plataforma, quanto maior esses dados, mais vantagens você adquire.

É uma ótima estratégia para pequenos e médios negócios, que ganham visibilidade em meio de marcas grandes e bem posicionadas no mercado. O que vai definir qual produto é melhor que o outro, será a “vitrine” dos seus produtos.

As fotos do seu produto são essenciais para chamar atenção em relação aos outros concorrentes. É a primeira parte da vitrine a ser exibida. O consumidor não tem o produto em mãos para avaliar e observar os detalhes, por tanto a fotografia deve ser bem detalhada, de vários ângulos e com alta qualidade.

Quanto mais detalhes você colocar na descrição dos produtos, mas confiança trará para o consumidor. Detalhe seu produto, especifique os detalhes técnicos e as vantagens que ele pode oferecer. Vai sobrar menos dúvidas e mais vantagens para a decisão de compra.

Os usuários no marketplace podem avaliar cada lojista após realização da compra, definindo reputação dos mesmos. Se você faz todos os processos de maneira correta e rápida, sua reputação será provavelmente positiva. A reputação é um dos critérios de avaliação na decisão de compra. Caso você não tenha uma reputação positiva, você pode perder vantagens no próprio marketplace e com o consumidor.

No marketplace, os usuários podem realizar um único pagamento e comprar em lojas diferentes. A própria plataforma oferece serviço de pagamentos, para facilitar a relação do vendedor com cliente e garantir a segurança da negociação, assim como realiza contratos com Correios para melhor logística de envios. Entretanto, se você disponibilizar frete grátis (se estiver de acordo com sua margem de lucro) será um ótimo fator de decisão de compra que o diferenciam do concorrente.

Há uma comissão cobrada pela empresa do marketplace, que depende do nível de divulgação que você solicita. Quanto maior visibilidade, maior comissão. Você deve analisar essa comissão de acordo com sua margem de lucro, a quantidade de produtos que você irá cadastrar e se você está preparado para atender à demanda. Assim é mais fácil avaliar se será positivo para você.

Em casos de dúvidas, existe todo um suporte preparado para receber os lojistas, treinamentos e cursos explicando como a plataforma funciona e quais são os pontos que você deve analisar.

É simples e prático estar no marketplace. Você tem mais vantagens, é um ponto de venda extra para o seu negócio e ganha mais visibilidade. Quer saber mais sobre estratégias de vendas e comunicação? Continue a leitura em nosso blog e entenda sobre o mercado de comunicação e as possibilidades para o seu negócio.

Compartilhe com seus amigos!

É novidade que você quer?
Então, assine nossa newsletter!

cookies

Oi, usamos cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando, você aceita sua utilização.