Escrito por Priscila Guerra Publicado em 17/08/2020

Público-alvo: saiba o que é e entenda de uma vez por todas porque é tão importante ter essa etapa bem definida para o sucesso da sua empresa.

Vamos começar falando de um caso hipotético: você tem uma empresa. Você está está investindo todos os seus esforços em marketing, criação de conteúdo, mídias sociais… mas, o retorno é sempre muito pequeno. 

Ao fazer um anúncio, você o deixa com um alcance amplo, sem ter um alvo certeiro que possa consumir o seu produto ou serviço. Resumindo, basicamente, você quer abraçar o mundo inteiro.e vai se frustrar ao perceber que não há um retorno eficiente. Não vê pessoas engajadas nem interessadas em seu conteúdo. E tudo isso, porque lá no começo da sua estratégia, você não definiu seu público-alvo.

Um conceito simples, mas que garantirá que sua empresa direcione todos os seus esforços de marketing e vendas de modo eficaz, o que garante uma aproximação com o seu público. Além disso, por meio de uma análise, você conseguirá definir um planejamento estratégico muito mais assertivo.

Dentro do contexto de público-alvo, precisamos também ressaltar a importância da Buyer Persona. Mas, fique calmo. Sabemos que são muitos termos e etapas. Por isso, continue lendo para entender.

Mas, o que é o público-alvo?

Público-alvo é um termo usado para definir um grupo seleto de consumidores ou empresas que possuem um perfil semelhante de consumo. Por isso, ele deve ser o foco de ações de marketing e vendas da sua empresa, pois já estão mais propensos à aquisição.

Para descobrir este perfil, é preciso uma série de pesquisas, que vão estar diretamente relacionadas ao interesse que sua empresa tem. É um fator determinante para descobrir as características dessa fração de pessoas que será o foco da sua empresa. 

Mas quais informações captar nessas pesquisas? Você pode fazer perguntas relacionadas à comportamento, hábitos de compra e consumo, classe social, condições socioeconômicas, dados demográficos, entre outras possibilidades.

Vale ressaltar que quanto maior o número de informações que você tiver e mais verdadeiro e completo for esse perfil estabelecido, maiores serão as chances da sua empresa manter uma boa comunicação e relacionamento com o cliente.

Como definir o seu público-alvo

Para começar esse processo, você precisa ter a respostas de duas perguntas:

  1. Qual é o benefício que seu produto oferece às pessoas?
  2. Quem são essas pessoas?

É um exercício simples, que para pôr em prática você precisa ter algumas respostas prontas também.

  • O seu produto ou serviço resolve qual problema?

Analise o que você oferta. Liste quais os benefícios que oferece e como ele vai resolver efetivamente o problema de quem adquiri-lo. Ao fazer isso, estabeleça uma proposta de valor. É nesse ponto que você vai encontrar o seu diferencial ou seu nicho. 

  • Quais são as pessoas que têm o problema que eu posso resolver?

Essa é a hora de você pensar no perfil do consumidor que está mais propenso a ter esse tipo de problema e, também, mais inclinado à compra. É nesse ponto que você quebra seu público em nichos de mercado.

  • Há mais grupos de pessoas distintos que podem se interessar pelo meu produto?

Aqui, você analisa se há mais de um nicho de compradores diferente para prestar atenção. Esse passo é importante, porque você terá que desmembrar sua comunicação, com base na necessidade de cada um. Você precisará fazer um levantamento se terá condições de atender a todos ou se será necessário focar em apenas um, que te traga uma boa relação de custo-benefício. 

É hora de colocar a mão na massa

Uma vez definidas as pessoas que você precisa manter um diálogo e como seu produto ou serviço irá impactar positivamente suas vidas, agora é a hora de entender a fundo os dados em comum do grupo.

A melhor opção para isso é a realização de pesquisas próprias, perguntando a este público as informações que são relevantes para seu negócio. Essas perguntas podem ser realizadas por meio de formulários online que são mais fáceis de responder.

É interessante que você cruze as informações que já existem na base da sua empresa, como os dados do Google Analytics ou contratos já assinados, por exemplo. Você também pode recorrer às bases de pesquisas, como o IBGE ou SEBRAE.

Público-alvo X Buyer Persona

Apesar de parecidos, esses termos possuem diferenças cruciais. 

Diferente do público-alvo, a buyer persona é uma representação, uma personificação semi-fictícia do seu consumidor ideal.

Portanto, a buyer persona, também muito conhecida como persona, é uma identidade traçada bem definida, enquanto o público-alvo é uma representação mais generalizada. 

  • Exemplo de público-alvo: 

Mulheres entre 30 a 35  anos, que moram em capitais do nosso país, graduadas, com renda própria pertencentes às faixas de renda A e B. Possuem um estilo de vida saudável, gostam de andar na moda e exclusividade.

  • Exemplo de persona

Anna, 32 anos, é formada em administração e possui MBA em Marketing. Trabalha como executiva na área de marketing em uma grande empresa na capital. Possui uma rotina agitada, mas mesmo assim consegue manter um estilo de vida saudável e pratica exercícios físicos 3 vezes por semana.

Não possui tanto tempo livre disponível, gosta de praticidade, por isso, busca opções saudáveis de fácil preparo para o seu dia-a-dia. Também se interessa muito por moda, assina muitas newsletter para ficar por dentro do que há de novo nas suas lojas favoritas. Sempre que pode, paga a mais por produtos premium.

Ao mesclar essas informações você tem nas mãos um poderoso estudo sobre seu cliente ideal. E isso é a chave de ouro para o sucesso do seu time de marketing e vendas, pois eles compreenderão melhor as necessidades dos clientes, as segmentações de mercado. Poderão estudar mais assertivamente sobre como abordá-los. E isso resultará em mais vendas.

Ficou claro como o público-alvo é importante para que sua estratégia de marketing faça sentido? Assine nossa newsletter e fique por dentro de conteúdos ricos, que irão ajudá-lo a gerar resultados!

Compartilhe com seus amigos!

É novidade que você quer?
Então, assine nossa newsletter!

cookies

Oi, usamos cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando, você aceita sua utilização.