Escrito por Elisa Peres Publicado em 24/08/2020

Atualmente muito se fala sobre inovação e posicionamento no mercado, mas como o benchmarking pode ajudar nesta jornada? São inúmeras as estratégias adotadas pelas organizações com o propósito de disseminar marcas, alavancar as vendas e otimizar processos.

Sem dúvidas, todo empresário busca o melhor para o seu negócio e, por isso, é indispensável sair da bolha de vez em sempre. Antes de colocar qualquer plano em prática é natural que a gente pesquise se alguém já teve a mesma ideia antes. E isso não é diferente no mercado! Antes de oferecer um serviço ou vender um produto, é necessário pesquisar se outras empresas já fazem a mesma coisa.

Sobre o recurso que falaremos hoje, o processo não é diferente. A comparação está presente em todas as esferas de nossas vidas, e no mundo empresarial, cada vez mais competitivo, a situação é a mesma.

Benchmarketing

Primeiramente, é bom deixar claro: o termo benchmarketing não existe. Ele é usado erroneamente quando se referem ao Benchmarking. Também em relação aos termos, o Benchmark se refere aos resultados obtidos da estratégia de Benchmarking. Parece confuso? Vamos entender melhor.

Direto ao ponto: O Benchmarking

O Benchmarking é uma estratégia que permite a melhoria de vários processos dentro de uma organização. Trata-se de uma ferramenta que muitos gestores utilizam para averiguar quais serviços, produtos e metodologias são adotadas por seus concorrentes e que podem ser utilizadas em suas empresas. Essa prática garante que a organização crie novos conceitos tendo em mente o que já é realizado no mercado, melhore os processos e inove junto ao time

Por exemplo, pense em um restaurante de comida caseira que não está gerando bons resultados. No bairro ao lado, existe outro estabelecimento do mesmo gênero que recentemente introduziu a seguinte promoção: “aniversariante + acompanhante não paga sua refeição”. Além disso, publicou conteúdos em várias mídias sociais, focados em promoções semanais e realização de sorteios para atrair públicos de diversas faixas etárias.  No momento em que o primeiro restaurante entender como tais ações foram executadas e pensar em colocá-las em prática ao seu modo, estará realizando Benchmarking. Benchmarking - O que é e como funciona

Não é Ctrl C + Ctrl V!

É importante ressaltar que não estamos falando sobre imitação, mas, sim, sobre a possibilidade de absorver os melhores procedimentos e moldá-los à realidade da organização. Cada empresa possui uma cultura interna e ferramentas específicas para o desenvolvimento de projetos. Por isso, de nada adianta simplesmente replicar uma atividade ou uma estratégia.

Tipos de Benchmarking

Existem 4 principais formas de Benchmarking que garantem o discernimento das melhores métodos utilizados no mercado.

Benchmarking interno: nesse caso, o intuito é o de encontrar práticas internas que podem ser implementadas em outros setores. Imagine uma grande empresa em que uma determinada área decide implantar uma metodologia de feedback constante. Nela, os colaboradores possuem liberdade para expor opiniões e participar de atividades que estimulam a criação de vínculos. Se tal prática for considerada relevante e implementada por outros setores, foi realizado o Benchmarking interno.
– Benchmarking competitivo: tal prática pressupõe a investigação de mecanismos da concorrência com o intuito de aplicá-las e superá-las;
– Benchmarking funcional: aqui, o objetivo é analisar procedimentos e cultura organizacional, mesmo entre empresas de ramos distintos;
– Benchmarking de cooperação: nesse caso, empresas estabelecem uma parceria de troca de informações para que cresçam lado a lado. Ocorre, por exemplo, quando uma organização já consolidada no mercado auxilia um pequeno negócio que acabou de nascer.

E o marketing com isso?

O mundo da Internet está em constante aperfeiçoamento e, por isso, encontrar as melhores estratégias e ferramentas para posicionar-se bem no mercado e atrair cada vez mais leads é fundamental. O Benchmarking digital pode ser um grande aliado nessa busca e, se realizado da forma correta, proporciona insights incríveis para a criação de novas propostas. Mas lembre-se: não centralize suas estratégias olhando para a concorrência.

O Benchmarking deve ser utilizado como um guia para que você entenda quais atividades dão mais retorno, de forma a aprimorar seu desempenho. O meio digital possui métricas e indicadores visíveis, e a precisão facilita a pesquisa. No caso das redes sociais, por exemplo, tendências e novas competências podem ser observadas, viabilizando bons resultados para sua organização. 
Agora que você entendeu a importância da prática do Benchmarking nas organizações, é hora de potencializar seus esforços.
A Kife pode te ajudar a utilizar as melhores técnicas, atrair potenciais clientes e garantir resultados inovadores. Venha bater um papo com nossos consultores! Ficou com alguma dúvida? Preencha o formulário abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.  

Compartilhe com seus amigos!

É novidade que você quer?
Então, assine nossa newsletter!

cookies

Oi, usamos cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando, você aceita sua utilização.