Escrito por Priscila Guerra Publicado em 20/07/2020

A pandemia tem nos mostrado novas novas soluções digitais para produtos e serviços. A cada dia que passa, encontramos maneiras de superar os desafios que surgem com esta nova realidade. Esse “novo normal” acelerou o processo de digitalização de muitas empresas.

Novas dinâmicas surgiram para adaptar a rotina: desde o trabalho às atividades domésticas. Até as ofertas de produtos e serviços e nosso consumo está diferente e sofre adaptações constantes.

Hoje, nossa casa foi adaptada para ser um lugar funcional, deixando de lado somente o papel de aconchego. E mais: com o isolamento social, também criamos novas expectativas sobre produtos e serviços que consumimos diariamente.

Nós buscamos produtos e serviços que estão prontos para atender melhor nossas expectativa e demandas, afinal acabamos nos acostumando com muitas opções on demand e o delivery batendo em nossa porta. Uma nova realidade que não pode – e nem deve! – ser ignorada, já que queremos que nosso pedido não seja somente atendido, mas também que chegue até nós e não mais o contrário.

A quarentena evoluiu de fases

No começo desse período, nossas prioridades eram outras. Em um levantamento feito pelo Google, vemos que durante a quarentena o consumidor passou por diversas etapas. Em março, a busca pela “redução de riscos” estava em alta e teve o “boom” da procura por álcool em gel, máscaras, papel higiênico e sabão. 

Conforme fomos aceitando a ideia que aconteceria uma pandemia e essa nova realidade, nosso interesse por alimentação aumentou, e entramos em um período por buscas por alimento em meados do fim de março ao começo de abril.

Depois com nossas necessidades básicas de segurança e alimentação bem resolvidas, fomos para o momento de buscar entretenimento. Houve um grande acesso no número de buscas sobre serviços de assinatura, focados em entretenimento e também para adaptações em casa (novos móveis, dicas para home office, exercícios em casa…).

E agora, vivemos um momento em que a busca pelo bem-estar está em alta: moda, beleza e maquiagens estão disparadas nos motores de busca. 

Mas também percebemos essas mudanças em outras plataformas. No Youtube, por exemplo, houve um aumento de 350% em buscas relacionadas ao assunto “exercícios em casa” desde o início da pandemia. Um outro dado relevante é que as pessoas estão mais propensas a experimentar coisas novas, o que significou um aumento de 300% nas buscas por serviços de entrega de alimentos.

E o seu negócio? Como se adaptou durante a pandemia? Compartilhe suas experiências com a gente nos comentários.

E se quiser  ficar por dentro das novidades de marketing digital para sua empresa, Conte com nossos especialistas para ajudá-lo!

Compartilhe com seus amigos!

É novidade que você quer?
Então, assine nossa newsletter!

cookies

Oi, usamos cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando, você aceita sua utilização.