loading
Blog > Marketing no Mundo Animal
Publicado em 03/04/2019

Que o convívio com animais de estimação reduz os níveis de estresse, inspira tranquilidade e amor, não é novidade nenhuma. Afinal, existe sensação melhor do que acordar com um bichinho olhando para você ou abrir a porta de casa e se deparar com uma bola de pelos com o rabinho balançando freneticamente?

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, nosso país é o segundo maior do mundo em população de cães e gatos e o quarto maior em animais de estimação. Além dos donos dos bichanos, quem se beneficia com esses números são as empresas voltadas para o ramo pet.

Aliada a preocupação com a saúde dos animaizinhos, a procura por adereços, brinquedos e tudo o que proporciona um cuidado especial a eles, aumenta consideravelmente a cada ano. A relação com os bichos de estimação se alterou também. Lembre do cachorro da sua avó: provavelmente ele se alimentava de alimentos preparados por ela mesma – o famoso arroz e feijão – e sua casinha geralmente estava no quintal.

E hoje? Os doguinhos dificilmente ficam apenas na parte externa da casa, ao contrário disso, convivem com seus donos dentro da residência, investigando todos os cômodos e com a sua caminha em algum deles. Resumindo: tornaram-se mais um membro da família e, por isso, seus proprietários anseiam suprir seus supostos desejos.

Aproveitando essa maré de amor e dedicação aos pets, as empresas do ramo começaram a investir pesado em marketing para atingir em cheio esses novos cãonsumidores. Roupas divertidas, acessórios para datas comemorativas, coleiras personalizadas, produtos para pelos, perfumes e petiscos desenvolvidos com insumos naturais são só algumas das tendências de artigos para os peludos. Sem contar nos serviços diferenciados como hotéis, spas, creches, táxi pet, caixinhas de assinatura mensal e até festas de aniversário com direito a fotógrafos profissionais.

Atualmente, existem até agências de marketing especializadas nesse mercado crescente, desenvolvendo estratégias para atrair e consolidar marcas de médicos veterinários, consultórios e clínicas. A partir disso, ações são estruturadas com o objetivo de conversão, mas sempre com foco nos elos entre os donos e seus animais.

Além das facilidades deste mundo fofo, vale destacar a crescente preocupação com o bem-estar dos animais. Com as ferramentas de marketing em alta, ongs, instituições de proteção e até pessoas físicas criam ambientes de debate, exposição de casos e incentivo a novos hábitos envolvendo os bichinhos.

Uma das práticas que fazem o maior sucesso na rede e ainda tem impacto superpositivo na vida dos focinhos gelados é a adoção. Além de sites voltados exclusivamente para essa causa, em que são anunciadas datas e locais de feiras, muitos sites e blogs afirmam a importância da sensibilização para que os animais encontrem mais do que um lugar para morar, um lar de verdade.

Uma das grandes referências, que ganhou muita visibilidade graças ao grande poder de alcance das mídias sociais, foi o Instituto Luisa Mell. Com o intuito de resgatar animais e dar a oportunidade de que sejam muito felizes em uma nova família, centenas de pessoas são impactadas todos os dias e mobilizadas a participar dessa causa.

Legal, né?! Aqui e em muitas outras situações o Marketing nos mostra que não limita-se apenas a divulgação de marcas. Ações humanitárias e causas são difundidas com grande facilidade, atingindo uma grande quantidade de pessoas, impactando vidas e até alterando hábitos e comportamentos. Pequenas AUtitudes que podem melhorar o mundo.

Peça um orçamento